Defesa do Congresso

“Critico, mas não renego”. Foi assim, enfático, que o deputado Paulo Delgado participou do “Canal Livre”, domingo, na Band.

Assegurando ser um “ombudsman” do governo Lula, o petista mineiro fez uma defesa veemente do Legislativo e reafirmou: “não podemos ser submetidos a fato consumado no Congresso”, ao ser questionado sobre o excesso de Medidas Provisórias.

Segundo dados apresentados pelos jornalistas da Band, apenas 10% do que a Câmara aprovou partiu de projetos-de-lei, restando 90% para as MPs.

Para Delgado, “o governo erra ao vulgarizar as Medidas Provisórias e usurpa, sistematicamente, o poder de legislar da Câmara dos Deputados”.

Paulo Delgado
Paulo Delgado
Sociólogo, Pós-Graduado em Ciência Política, Professor Universitário, Deputado Constituinte em 1988, exerceu mandatos federais até 2011. Consultor Independente de Empresas e Instituições nas Áreas de Política, Educação e Trabalho, escreve para os jornais O Estado de S. Paulo, Estado de Minas, O Globo e Correio Braziliense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *