Paulo Delgado defende mais poder para o Brasil na ONU

Jornal da Câmara – www.camara.gov.br

Presidente da Comissao de Educaao e Cultura, o deputado Paulo Delgado (PT-MG) defendeu mais espa o para o Brasil nas decisoes internacionais, afirmando que a tradiao pac fica do Pas o legitima a ocupar uma posi ao de destaque na Organizaao da Na oes Unidas (ONU). Na avaliaao do deputado, h necessidade de se formular um novo modelo de decisoes internacionais, j que a ONU foi institu da sob a lgica dos pa ses vencedores da Segunda Guerra Mundial e precisa, agora, ser democratizada. Nao que a Organiza ao das Naoes Unidas seja desnecess ria, mas, na forma como est organizada e como mant m seu padrao de decisao, est ficando cara para o mundo pobre, para os peque-nos, explicou.

Outro aspecto criticado por Delgado foi o que definiu como íY�í´”uma militarizaao do atual sistema. De acordo com o parlamentar, o governo dos Estados Unidos impoe a outros pa ses sua cultura de violencia, apoiando-se nos fundamentos da doutrina do presidente George Bush.

Paulo Delgado afirmou que a luta pelos direitos humanos vai ajudar a superar as rivalidades entre os pases porque defende valores universais de interesse de todos. Ningu m pode dizer que existem direitos humanos asiticos, africanos, sul-americanos, europeus, ou norte-americanos, porque o ser humano integral, madeira de lei, e a defesa dos direitos humanos tem que ultrapassar as fronteiras nacionais, afirmou.

O deputado mineiro ressaltou ainda que o Brasil tem um papel importante a desenvolver no cen rio internacional e, para isso, fundamental a re-formula ao da ONU. Que-remos reformar as Naoes Unidas, porque temos o que dizer, temos condi oes de dar uma dimensao maior a diplomacia brasileira a partir da nossa experiencia continental, de massa, de um pas grande, gigante, afirmou Paulo Delgado.

Paulo Delgado
Paulo Delgado
Sociólogo, Pós-Graduado em Ciência Política, Professor Universitário, Deputado Constituinte em 1988, exerceu mandatos federais até 2011. Consultor Independente de Empresas e Instituições nas Áreas de Política, Educação e Trabalho, escreve para os jornais O Estado de S. Paulo, Estado de Minas, O Globo e Correio Braziliense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *