Lançamento do Prêmio SESC de Literatura – Edição 2005

Eu nunca tive pretensões a nada na vida, nunca pretendi ser rico ou poderoso e nem mesmo feliz. Na medida do possível, acho que vivi uma vida tranqüila. Posso ter errado muitas vezes, mas valeu a pena. Foi bom.”

Carlos Drummond de Andrade, aos 80 anos.

Senhor Presidente do Conselho Regional do SESC, Aldemir Santana

Excelentíssimos (as) Deputados e Deputadas

Senhores e Senhoras presentes

A Comissão de Educação e Cultura se sente gratificada em promover em parceria com o Serviço Social do Comércio – SESC, Distrito Federal, este evento literário de Lançamento da edição 2005 do Prêmio SESC de Literatura. Apresento nesta oportunidade o fazer poético e o reconhecimento de talentos artísticos de iniciantes e veteranos brasilienses que participaram nas três modalidades dos Prêmios: Prêmio SESC de Contos Machado de Assis; Prêmio SESC de Contos Monteiro Lobato; e Prêmio SESC de Poesia Carlos Drummond de Andrade. Este momento solene merece destaque e a notoriedade deste Presidente que prima por iniciativas em prol da arte e da cultura do nosso país.

O Café cultural do Salão Verde é a denominação dada a este espaço que por motivos técnicos não foi possível ter sua inauguração oficial.

Eu diria que a poesia, também possui suas próprias leis, sua ciência. No passado, teve seus métodos, programas, legisladores. Hoje, a poesia sobrevive num estado de liberdade. Ela não enxerga com os olhos físicos, mas sim com os olhos da alma! O poeta/escritor é um grande construtor, um criador. Pode espelhar-se nas coisas da natureza, ou em acontecimentos concretos. Quando não, criando a partir de uma idéia imaginária. Seu imaginário nasce de um ideal que todo ser humano busca.

Faço minha alusiva homenagem aos integrantes da Comissão Julgadora na qual membros da nossa Comissão: Deputado Paulo Rubem Santiago, Deputada Maria do Rosário e Deputado Átila Lira; os escritores e poetas que demonstraram apurado bom gosto, distinção e fino trato na execução de seus trabalhos transparecendo, mais uma vez, o espírito crítico, poético e literário.

Finalizo desejando grande sucesso aos escritores, à Comissão Julgadora, a todos que colaboraram com a realização deste evento e à dedicação do SESC para que o Prêmios sempre aconteçam.

Muito obrigado!

Deputado Paulo Delgado

Presidente

Paulo Delgado
Paulo Delgado
Sociólogo, Pós-Graduado em Ciência Política, Professor Universitário, Deputado Constituinte em 1988, exerceu mandatos federais até 2011. Consultor Independente de Empresas e Instituições nas Áreas de Política, Educação e Trabalho, escreve para os jornais O Estado de S. Paulo, Estado de Minas, O Globo e Correio Braziliense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *